Leticia Lima e Ana Carolina se separam após quatro anos

Chegou ao fim o relacionamento de Leticia Lima e Ana Carolina. Com planos de filhos no futuro, as artistas decidiram pela separação em um comum acordo e preservaram a “amizade, o carinho e a admiração”, segundo noticiado pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal “O Globo”, na manhã desta quinta-feira (27). Namorando a cantora há aproximadamente quatro anos, a atriz só revelou publicamente o romance em fevereiro de 2017. Apesar do término, as duas passaram a noite de Natal juntas, em uma celebração intimista, assim como outros famosos como Bruna Marquezine e Gusttavo Lima.

Atriz deixou homenagem para cantora em aniversário

Sempre trocando declarações nas redes sociais, Leticia fez a sua última no dia do aniversário da intérprete de “Quem de Nós Dois”, informa o Terra.

“O que escrever pra quem a gente não tem palavras que sejam suficientes? Escrevi e apaguei um milhão de vezes porque não era o bastante. Nada do que eu diga é do tamanho do meu sentir. Como explicar isso aqui? Posso tentar inventar palavras novas ou te confortar no meu abraço. Então eu vou ficar com a segunda opção, porque te fazer sentir o meu amor é o melhor que eu tenho pra te dar. Feliz Aniversário”, escreveu a trirriense. Entre as curiosidades já revelada por Ana Carolina, a cantora entregou que ela e a ex-noiva não dormiam separadas e que até dividiam pijamas.

Leticia Lima sofreu com preconceito: ‘Ele existe, está no mundo artístico’

Empoderada, a atriz não sente incômodos com os comentários por namoro com mulher, mas já sentiu o preconceito na pele.

“A esse tipo de gente não dedico nenhuma atenção. Que pena que tem esse tipo de comentário, que se esconde atrás da internet. Se encontrar pessoalmente com o artista, essa pessoa não vai fazer um comentário racista, homofóbico. Mas nada substitui o talento, você correr atrás. E mesmo se tentarem atrapalhar, siga em frente. Eu senti, sinto ainda. Ele existe, está no mundo artístico, inclusive. As pessoas acham que no meu meio as pessoas têm a cabeça aberta, todo mundo é um pouco excêntrico, mas o preconceito existe em qualquer lugar. Acho engraçado. Como atriz, posso ser o que quiser. Mas prefiro que, pelo menos, a gente esteja falando desse assunto”, contou.

27/12/2018